sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Enquanto te vejo dormir


Respiro devagarinho sentindo seu cheiro enquanto te vejo dormir. Você fica tão quietinho dormindo que parecem aquelas crianças recém-nascidas de boca aberta babando no colchão. E a parte mais engraçada é que eu só consigo achar bonitinho, mesmo que de novinho, seu rosto não tenha nada. É tão raro eu te ver dormir e não o contrário, que eu aproveito a situação. Ao contrário de mim, fechar os olhos e dormir profundamente não é uma habilidade sua.

Nem me mexo e olho suas mãos, as mesmas que fazem eu me sentir amada e me fazem ficar louca por você. Você me toca com elas e eu já não sou eu mesma, sou quem você quiser. Você me bagunça. Bagunça meu cabelo e bagunça os lençóis. E eu deixo, porque sinceramente não sei se seria tão feliz se fosse de outra forma.

Desde que eu tô aqui o tempo passou tão depressa. As coisas mudaram, nossas vidas mudaram e nosso relacionamento vem mudando também. Ele vai tomando forma com as mudanças e a gente vai acompanhando, mas não para pior. Mesmo brigando, sabemos que fazer as pazes é a melhor parte, até porque não acredito que viemos de tão longe para nos separar agora. O meu amor é todo seu e sei que o seu é meu também

A gente discorda, concorda, se abraça, se ama. "Não vou ligar pra ele dessa vez" você vem me ver. "Não vou atrás dela dessa vez". E eu falo que te amo. Por mais feio que fique o tempo, não queremos ir embora. Talvez a culpa seja da vida que já fez questão de mostrar que um sem o outro não tem a menor graça.


Você abre um olho, pisca e me olha com os dois dessa vez, e meu coração enche de amor, da ponta dos pés até a do meu cabelo, tão maior agora porque você pediu. E no fim, até que gostei. Você me abraça e me dá mais um beijo. Fala com a sua voz rouca que me ama muito e eu tenho vontade de dizer: "eu sei bobinho, por isso eu te amo também", mas só sorrio e encosto minha cabeça no seu peito, tendo certeza que não tem outro lugar onde eu preferiria estar, porque meu lugar é ali mesmo.

Thalyne Carneiro

Um comentário:

LEDES ALARCAO disse...

Amei,como todos os outros textos,belíssimo.... Minha linda Poetisa,tia admira muito você.