segunda-feira, 13 de julho de 2015

A paz que eu encontrei em você


Hoje me peguei pensando em como é bom namorar você. Não que eu não perceba isso todos os dias, mas ver como minha alma parece flutuar de tanta felicidade me fez perceber o quanto é bom estarmos juntos. Você me trouxe a paz que há muito eu procurava e eu sou grata demais a isso.

Eu, que sempre fui redemoinho, aprendi a achar graça na brisa. E é nesse vento calmo e gostoso que vejo nosso amor crescer todos os dias. São nos detalhes e não nas coisas grandes. É o seu jeito de dizer meu nome, a forma com que minha cabeça encaixa no seu ombro, ou o quanto você ficou preocupado em fazer o abajur mais lindo de todos pra mim. Com você não tem porque se preocupar com os vendavais.

Percebi, olhando nos seus olhos, que o amor não precisa ser difícil. Tudo se resume a uma pergunta: "Com isso vou te fazer feliz?" e se a resposta é sim, não tenho dúvidas de que tô fazendo certo, porque não há nada melhor do que ver você abrindo um sorriso pra mim. É importante mantê-lo lá, mesmo quando o cansaço da rotina pesa no resto do seu rosto.

De repente, me sinto a pessoa mais sortuda do mundo quando vejo o seu esforço em caminharmos juntos, em crescermos juntos. Ou quando não tô legal de saúde e você me liga constantemente pra ver se tô melhor. Aprecio até mesmo a sua vontade me fazer ficar melhor quando tô irritada, ou a sua torcida pra que tudo dê certo.

Você não é perfeito, eu não sou perfeita, mas são essas imperfeições que nos dão vontade de sermos melhores um com o outro e por nós mesmos. E sei que você sabe disso. Cada dia na nossa vida é melhor que o anterior e só tenho a agradecer aos céus todos os dias por isso, pelo presente maravilhoso que é você.



Desejo de coração que nosso amor dure ainda muitos anos. Que seja lembrado pelos nossos netos e bisnetos quando nossos corpos virarem poeira. Quero ainda repartir com você nossas alegrias e até mesmo os nossos problemas como já fazemos. E que nosso amor continue simples, porque é na simplicidade que eu mais amo você.

Thalyne Carneiro
Postar um comentário